fundo parallax

Serra Catatarinense: O que fazer e pontos turísticos (lista aberta)

Serra Catatarinense: O que fazer e pontos turísticos


A apenas duas horas de carro do litoral de Santa Catarina, encontra-se a belíssima e gelada região da Serra Catarinense, que abriga cerca de 17 municípios (sendo os mais turísticos deles São Joaquim, Urubici, Lages e Bom Jardim da Serra) e ainda paisagens de tirar o fôlego, compostas por cachoeiras, rios, vales, florestas de araucária, grandes cânions e alguns dos pontos mais altos de todo o país. Devido à grande quantidade de encantos naturais reunidos em um só lugar, a Serra Catarinense é considerada o berço do turismo rural brasileiro, atraindo diversos turistas que procuram entrar em contato direto com a natureza. O turismo de aventura acaba sendo muito popular também, pois a região é perfeita para vários tipos de atividades radicais, como rapel nas cascatas e paredões, trekking até o topo de seus altos morros e tirolesa e arvorismo nos parques.

Mas não são apenas os amantes de natureza que visitam a Serra – há também muitos passeios na Serra Catarinense que são culturais, como conhecer os famosos hotéis-fazendas, com restaurantes que servem bebidas e comidas típicas da região, ou então as vinícolas premiadas tanto nacionalmente quanto internacionalmente, ou relaxando nas jacuzzis, piscinas térmicas e chalés dos centros de convivência. Por ser tão extensa e cheia de charme e beleza, a Serra Catarinense guarda muitas opções do que fazer e consegue encantar qualquer tipo de viajante. Confira alguns dos passeios oferecidos em Bom Jardim da Serra, terra dos Cânions.


O que fazer para se aventurar na Serra Catarinense


1. Morro da Boa Vista

Ponto mais alto do estado, com uma altitude de 1.827 metros acima do nível do mar, está situado entre os municípios de Urubici e Bom Retiro e oferece uma vista panorâmica incrível da região. É também lá que ocorre as primeiras nevascas e onde as temperaturas são mais baixa em todo o Brasil, podendo chegar até -18º (negativos) durante o inverno. Para quem gosta de friozinho, esse é um passeio imperdível para fazer na Serra Catarinense.

2. Morro da Igreja

Terceiro mais alto do estado, com 1822 metros, está dentro do Parque Nacional de São Joaquim e é considerado o maior ponto habitado do Sul do Brasil. É possível avistar de seu topo a Pedra Furada, formação natural de rochas com 30 metros de circunferência, e um dos símbolos turísticos da Serra Catarinense.

3. Cascata Véu da Noiva

Próximo ao Morro da Igreja, possui uma queda de mais de 60 metros de altura que desce por paredes rochosas inclinadas, lhe dando a aparência de um véu.

4. Cânion das Laranjeiras

Situado em uma propriedade particular em Bom Jardim da Serra, possui uma altitude de pouco mais de 1.500 metros, com profundidade máxima de 500 metros e uma bela e curiosa formação rochosa, com paredões escarpados muito próximos uns dos outros.

5. Morro Costão do Frade

A mais de 1.400 metros de altitude, é uma imensa pedra situada em Bom Retiro que se assemelha à silhueta de um padre, por isso ganhou seu nome. A pedra, aliás, possui inscrições jesuítas, e a subida ao seu topo é feita por uma calçada construída por escravos e índios.

6. Morro da Cruz

Também em Bom Retiro, esse morro de 1340 metros de altitude proporciona a mais ampla visão de toda a área urbana e dos campos e vales do município, e é um dos melhores pontos de vento do Brasil para prática de asa-delta, parapente e paraglider.

7. Cachoeira do Avencal

Localizada em Urubici, é uma das maiores quedas da região, com 100 metros de altura, e um dos melhores pontos de para a prática de trekking e rapel.

8. Parques de aventura

São muito populares por reunirem diversos tipos de esportes de aventura em um só lugar, como rapel, escalada, trekking, tirolesa e passeios de quadriciclos e a cavalo, sendo os principais deles o Adventure Park, em Lages, e o Parque Snow Valley, em São Joaquim.


O que fazer para relaxar na Serra Catarinense


1. Serra do Rio do Rastro e Serra do Corvo Branco

Apesar de estarem a muitos metros de altitude e localizadas em rodovias de subidas íngremes e curvas muito sinuosas, essas atrações podem ser admiradas em alguns pontos da estrada, onde há quiosques para os visitantes fazerem paradas e contemplarem a beleza dessas serras, cobertas por mata atlântica, cachoeiras e ricas fauna e flora. A Serra do Rio do Rastro é o ponto turístico que virou cartão postal da Serra Catarinense.

2. Vinícolas

Com o crescimento do enoturismo (turismo voltado ao mundo dos vinhos) na Serra, os visitantes podem acompanhar o cultivo nos vinhedos, a produção do vinho, participar de seções de degustação e, dependendo da época, assistir à colheita da uva durante visitas programadas e guiadas. As principais vinícolas estão situadas em São Joaquim, Lages e Urubici. Para quem gosta de um bom vinho, é uma atividade imperdível para se fazer na Serra Catarinense.

3. Hotéis Fazenda

A melhor opção para quem procura conhecer e vivenciar o ambiente do campo, onde você poderá praticar esportes, fazer tranquilas caminhadas e passeios a cavalo, pescar, tomar banho de cachoeira...

4. História e cultura

São muitos os atrativos culturais e históricos na Serra, como museus, igrejas, lojas de artesanato, monumentos, memoriais e casas de cultura, sendo a maioria deles estão reunidos nos municípios de Bom Retiro, Lages e São Joaquim.

5. Resorts e Centros de Convivência

Existem alguns espaços, sendo os principais situados em Lages e Bom Jardim da Serra (destaque para o Rio do Rastro Eco Resort, que possuem jacuzzis, piscinas, saunas, salas de jogos, restaurantes, bares e ainda atividades como caminhadas e cavalgadas.


Os comentários estão encerrados.